terça-feira, 21 de outubro de 2008

Já assistiram o filme P.S I love you?

Pois é. Eu tentei me segurar pra não vir aqui falar desse filme, mas juro que não consegui.
E devo confessar que isso nunca aconteceu comigo, de ficar assim completamente apaixonada por um filme. Enfim, vai entender né..

O filme conta a história de Holly Kennedy (Hilary Swank), uma jovem que casou-se com o homem de sua vida, o divertido e apaixonado Gerry (Gerard Butler). Mas ele fica doente e morre, deixando Holly em estado de choque. Antes de falecer, Gerry deixa para a esposa uma série de cartas, que chegarão das mais diversas formas, após o seu falecimento. Mensagens que surgem de forma surpreendente, sempre assinadas da mesma forma: "P.S. I Love You".


E o incrível é que eu tive duas reações após assistir o filme. A primeira foi tipo, " Esse filme é a idealização de um amor que não existe, de tão perfeitinho que é. O cara, além de ser o Gerard Butler (que dispensa qualquer comentário),é bonito, músico, engraçadíssimo, fiel e extremamente apaixonado. Isso não existe!" Notem que eu estava revoltada. Beeem revoltada.

Foi então que eu decidi baixar o filme e assistir de novo, com outros olhos e tal. E foi aí que eu me apaixonei pelo filme. É uma lição de vida pra muita gente. As pessoas vivem fazendo planos sobre o que fazer da vida, esperando que alguma coisa bem louca e extraordinária aconteça e mude tudo, e que faça a vida "fazer sentido". Confesso que já fiz isso muitas vezes..
E é isso que eu aprendi com esse filme. As vezes a gente deixa de aproveitar o presente, as coisas que nos são dadas agora, achando que isso não faz sentido nenhum, ou que o melhor da nossa vida ainda está por vir. A vida nos prega peças, e o destino surpreende. Aproveitemos mais o hoje. Ninguém sabe quando isso acaba.

Falo isso porque a Holly (Hilary Swank), mesmo casada com o cara que ela amava, vivia reclamando da vida, achando que a vida só faria sentido se ela tivesse um apartamento maior, e um emprego que ela gostasse. Quando Gerry morre, ela percebe que nada disso faria sentido, pois ele já não estava mais com ela. Ela tinha vivido o melhor da vida dela sem saber, porque estava sempre esperando por alguma coisa. Pensem nisso.


Quem não assistiu ainda, vale a pena assistir. Até a próxima!

2 comentários:

Pãozinho disse...

Onde é que eu posso assinar? =)

Lívia Vasconcelos disse...

Eu vi esse filme e achei ele foda. O pessoal sempre falava e eu tinha uma visão muito mulherzinha dele, mas eu vi uma vez e gostei mais ou menos e depois vi de novo, assim como vc e pude ver essas coisas lindas que o filme carrega! Beleza de filme! Vale a pena! ;D

Vê "hora de voltar" é fodástico em termos "trazer para nossas vidas essas lições de filmes"

Veja, vais gostar!
;D



Beijo gata